Privilégios absurdos

Todo inicio de ano nós brasileiros nos preocupamos com uma coisa. As contas e impostos que vencem, crianças na escola e demais dívidas que se alongam e que se iniciam.

E a boa educação financeira nos informa que é sempre bom saber para onde nosso dinheiro está indo. Afinal, aonde estão os vazamentos do nosso bolso? Então, cortamos gastos, deixamos para lá compras e prazeres que podemos nos furtar.

Anúncios

Um ou outro questionamento sobre a posse ou porte de armas no Brasil

As ações da Taurus (fábrica de armamento brasileira) subiram 93% desde o inicio do Governo Bolsonaro.

Nada como o mercado para predizer movimentos do comportamento de consumo. Ter armas será algumas das prioridades de “cidadãos de bem” que vivem em cidades com significativa violência, aquelas com mais de dez homicídios por 100 mil habitantes (o que inclui todas as capitais); residentes em áreas rurais; servidores públicos que exercem funções com poder de polícia e proprietários de estabelecimentos comerciais.

Os carinhas de 40 e poucos anos

Um advogado de 39 anos gravou um vídeo confrontando o ministro Lewandowski e diz: “Ministro, o STF é uma vergonha”

Tenho a mesma idade que esse advogado e a vergonha que sinto é outra.

Faço parte de uma geração de pessoas que nasceram no final da ditadura militar. Tivemos uma educação bastante contaminada por preceitos antidemocráticos em que autoridade se confundia com brutalidade e que o medo era sinônimo de respeito. Em minha classe social, tivemos pais que nos deram o suficiente em termos materiais e pouco apoio psicológico e afetivo. Isso nos criou.

A psicologia das massas em grupos de Whatsapp nas eleições 2018

As eleições deste ano foram marcadas pelo uso maciço das redes sociais por candidatos e eleitores. Não apenas isso. Há agravantes importantes.

Parece que um movimento definitivo foi a aposentadoria dos velhos computadores de mesa – grandes, desajeitados que demoravam para ligar – abrindo espaço para os smartphones: pequenos, rápidos e sempre a mão.

A luz de Bolsonaro

Vamos reconhecer.

Bolsonaro já é um “mito vivo”, uma figura histórica.

Conseguiu votação expressiva em todos os cantos do Brasil, sem tempo de TV, sem gastar dinheiro como se gastava antigamente (será?), sem plano de governo, sem discurso e passando boa parte do seu tempo no Twitter.

O que explica isso?

Por quê a Islândia?

A Islândia é um país frio e minúsculo, superdesenvolvido e casa da banda que eu mais gosto: Sigur Rós.

Depois veio a classificação da seleção Islandesa para a copa do mundo, formada por gente que não sabia jogar muito bem e com um técnico que dividia seus afazeres do futebol com a profissão de dentista. Uma torcida carismática e um time raçudo! Huu!

Até sexta-feira passada (estreia da Islândia na copa) era mais ou menos isso que sabia sobre esse país.

Onipresença eletrônica e a psicologia online

Em 11 de maio o Conselho Federal de Psicologia publica nova resolução sobre atendimento psicológico on-line (1), que atualiza a anterior de 2012. Com a nova resolução o Conselho basicamente permite a psicoterapia online em número de sessões ilimitadas (antes era apenas permitida a orientação psicológica em 20 sessões). Esta modalidade vai competir diretamente com a psicoterapia tradicional em que o paciente deve se deslocar até o consultório de seu terapeuta.