FESTAS RAVES: O DIABO MODERNO


Compositor Karlheinz Stockhausen, o gênio da música do século XX. O compositor alemão foi o autor de muitas composições radicais de vanguarda como a música para quarteto de cordas em helicópteros (Helikopter-Quartett).

“Pode acreditar Diabo é quando não há mais poesia O chão não está mais fixo do que seu olhar Hoje pra ninguém” (Um Segundo. Samuel Rosa & Chico Amaral, Banda Skank, Disco Cosmotron, 2003)

__

A mídia tem vinculado as Festas Raves (festas de longa duração cujo som predominante é a música eletrônica nas suas mais variadas vertentes) ao uso de drogas e crimes sendo que, na maiorias das vezes, tratam o assunto de forma banal e sem a devida importância. Nos anos 50, começa a surgir um estilo musical chamado Rock and Roll que iniciando alguns movimentos importantes. Primeiro, a musica passa a se tornar parte de um mercado consumidor, ganha valor de mercadoria; segundo, a música passa a ser causa e consequencia de mudanças de comportamento muito importantes, sobretudo entre jovens.

A música eletrônica que conhecemos pela mídia, não é tudo que este estilo musical oferece. Com o surgimento de sintetizadores, os músicos das vanguardas européias (futurismo e dadaísmo) até então envolvidos na música clássica, começaram a compor obras com estas novas ferramentas. Abre se então um leque de novas e infinitas possibilidades sonoras.

Sons jamais ouvidos antes na face da terra começam a ser produzidos pelos humanos, a música em sua concepção clássica passa a ser questionada, culminando, na minha opinião na obra de John Cage chamada 4’33”. A partitura de 4’33” contém três movimentos em que o músico não deve executar nenhuma nota em seu instrumento. Após a entrada no palco e os aplausos, o músico deve colocar-se em posição de execução e permanecer assim durante toda a duração da obra (quatro minutos e trinta e três segundos). (Fonte: wilkipedia.org).

O Rock and Roll, estilo que foi pouco a pouco entrando nos lares da classe média do mundo todo, não obteve tanta resistência quanto a musica experimental eletrônica tem hoje em dia, tanto que hoje falar de Beatles ou Rolling Stones é sinônimo de bom gosto, e um gostinho de “um-dia-fui-rebelde”.

Junto desses movimentos artísticos, as drogas sempre estiveram presentes, como estão em outras esferas sociais. E frente ao medo extremo que sentimos diante do uso abusivo delas, acabamos confundindo as coisas. Confundimos as festas Raves com lugares em que jovens se reúnem para usar drogas, quando isso não é verdade. As festas Raves são locais de entretenimento que os jovens encontram em um mundo sem graça. E esse é o problema relacionado ás drogas. Quando o mundo perde a graça, quando não temos beleza, humanidade, perspectivas e etc., abusar das drogas torna-se a maneira mais fácil de sentir-se humano.

Mais uma vez, é necessário distinguir o USO recreativo do ABUSO patológico, e perceber que o problema das drogas esta vinculado a miséria social e intelectual que o mundo atual oferece a todos, sem distinção. Há no mundo moderno uma incitação descabida a busca exagerada pelo prazer, felicidade e sucesso; obviamente expressa nas capas de revistas e programas de televisão.

Como fica a cabeça das pessoas no meio disso tudo? O problema esta em um objeto inanimado como um cigarro de maconha? O problema esta dentro de cada um? Ou o problema esta e um mundo que motiva todos a buscarem incessantemente o prazer e a felicidade? Respondam, se forem capazes. Eu fico pensando por aqui.

4 comentários

  1. Luís, blz? vc nao acha que o problema fundamental está fundado no próprio desejo do ser humano?eu tbem nao tenho essa resposta.. mas a busca do prazer é parte constituinte do que emana a busca do ser humano…A miséria intelectual e social que vc falou é certa… A incitação ao sucesso é despejada enormemente na quantidade exagerada da carga de trabalho das pessoas e na falta de humanidade com relação a sermos e estarmos com dignidade no mundo…a saída mais facil pra tudo isso se torna a droga, já que o movimento em direção a um desejo mais elaborado e profundo ,para se tornar realidade, torna-se extremamente dificil, pois a sociedade impele uma enorme resistência à resolução do desejo…contribuindo e dificultando o acesso das pessoas a um prazer mais verdadeiro e justo…

    Curtir

  2. o problema é ficar se debatendo na loucura, tentando achar uma saída: ou pra mergulhar nela ou pra tentar sair. fomos formados incompetentes na arte da vida. ninguem ensinou o que se deve fazer, nenhuma mãe foi suficientemente boa, principalmente a geração que criou os filhos da rave, remember woodstock? no limits?

    Curtir

  3. essa loucura é o prazer de esquecer a dificuldade de viver, onde tudo é possível.:)ah, rs, e o bb precisa de uma mãe que falhe na medida, pq se falhar muito, bau bau!

    Curtir

  4. Penso eu, que o problema está na base dos mundos particulares de cada pessoa. Como? Respondo: se a nossa vida não se inicia de maneira a buscar o melhor possivel da forma mais certa possível, com certeza o seu meio e o seu fim será sem sentido.
    Talvez o problema esteja na estrutura primeira da sociedade que é a Família; ah, mas tenho outra pergunta será que ainda há Familia? Ainda tem sim, não muito. Penso que deve haver uma matéria de educação familiar nas escolas para os pais e mães aprenderem a educar seus filhos e não a transferência desta responsabilidade para o estado, como acontece nas escolas de tempo integral. Esse é mais um problema: Há tempo para fazer filhos, mas ñ há pais e mães com tempo e nem capacidade para cuidar com dignidade. Desta forma os jovens ñ vão encontrar preenchimento nem nas festas raves, nem nos presentes caros q ganham dos pais, pq uma coisa ñ substitui outra. O q falta nestes jovens e no mundo é amor, e amor ñ se compra.

    Só podemos dar amor quando temos tempo para quem amamos e isso custa muito. Tanto que o dinheiro não pode comprar. Mas é simples: custa apenas o nosso tempo.

    Pais, preocupar em amar seus filhos é mais importante q preocupar enchê-los de bens ou colocá-los em uma faculdade. Vcs podem começar ainda quando criança, mas se não o fizeram ainda dar tempo, comece hoje.

    Curtir

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s