duvida

Psicanalista ou psicólogo? (1)


O LEITOR PERGUNTA

Olá Luis Fernando, eu estive procurando algumas informações na internet sobre o curso que eu pretendo fazer, Psicologia. Dei uma olhada no seu blog mas não consegui postar la minhas dúvidas.

Agora estou estudando em uma escola que o ensino é bem mais puxado. Eu tenho estudado bastante ultimamente para o vestibular, e acho que encontrei uma área que é a minha cara. Eu estou buscando algumas informaçoes sobre Psicanálise pois acho que tem muita coisa do meu interesse, mas que eu saiba nao existe uma faculdade que tenha como curso a Psicanálise. Nas Universidades existe o curso de Psicologia que também me interessa mas nao tanto quanto a Psicanálise. Tenho algumas pergutas para fazer, se puder responder ficarei agradecido.

1- Veja bem, o que pretendo faze é o seguinte: me formar em psicologia e depois encontrar uma maneira de me especializar em psicanálise mas ouvi dizer que desde 2006 foram extintas as titulações de bacharel e de licenciado para pscicologia (http://guiadoestudante.abril.com.br/profissoes/ciencias-humanas-sociais/profissoes_280026.shtml). Te pergunto, isso significa que nao te como eu me especializar em psicanálise ou seja me tornar um psicanalista? Me diga se possível uma maneira de eu me tornar um psicanalista.

2- Eu quero ser psicanalista e nao psicólogo, existem diferenças e semelhanças , queria saber quais são exatamente.

3- Quanto ao mercado, ouvi dizer que está saturado e meu medo é nao arrumar emprego que de para me sustentar, se eu me formar em uma faculdade realmente boa e conceituada e depois fazer graduação e pós graduação em psicanálise eu arrumo um emprego bom?

No momento nao tenho mais perguntas, desculpe -me se o encomodei e se possível gostaria de manter contato para esclarecer dúvidas sobre o assunto.

(texto enviado pelo leitor, sem modificações)

35 comentários

  1. Nossa eu adorei ler isso…Estava com muitas duvidas em relação a essa especialização.Vou fazer vestibular para psicologia nesse final de ano, quero muito fazer o curso pois, estou super empolgada porque acho que deve ser bastante legal…Gostaria de saber, quais são as outras especializações que um psicologo pode fazer (além da psicanálise)e se tiver neh?! hehe
    Beijão e muito obrigado.

    Curtir

      1. A psicologia é um grande área de conhecimento que tem como foco de estudo as manifestações e processos mentais do ponto de vista experimental, em laboratório ou com uma metodologia científica validada. . Com o passar do tempo, e o surgimento da psicanálise e outros tipos de psicoterapias, a psicologia passa a se preocupar com métodos de tratamento pela fala e escuta (psicologia clinica). Na psicologia temos um diversidade de áreas com abordagens diferentes (psicologia evolutiva, psicologia juridica, criminal etc.)

        A psicanálise é uma teoria do funcionamento mental e uma técnica de tratamento mental, que tem como foco de estudo as manifestações e processos mentais de um ponto de vista mais subjetivo, sem necessariamente uma metodologia científica validada (e por isso alguns falam q psicanálise nao é ciência).

        Em poucas palavras é isso!

        Curtir

    1. Então Layse,

      Tem muitos tipos de psicoterapias. As mais comuns e com um corpo teórico e pratico bem definidos, e por consequência mais confiáveis, são a psicanálise, terapia cognitiva e terapia comportamental.
      Tem várias outras como as terapias corporais, bioenergéticas e um monte delas que nem sei lhe falar.
      Mas uma coisa posso dizer: qualquer tipo de especialização que você pense em seguir tem como origem a psicanálise, por um simples razão: ela foi a primeira a tratar pacientes pela fala e escuta, e quase se confunde com a psicologia clinica em si. Por isso é bom conhecer, mesmo que só pela questão histórica.

      Até mais e obrigado!

      Curtir

      1. Caro amigo Luiz Fernando. Suas palavras não condizem com o que de fato é a psicanálise. Priemeiro que voce fala em “teria” (SIC) de funcionamento mental. “Tratamento mental” Eu pergunto tratamento na mente ou tratamento da mente? Na cabeça ou da cabeça? O que é funcionamento mental? sobre que parte do “metal” voce falou. Mente é apenas uma definição da extruturalização ID, Ego e Superego. Melhor nem entrar no âmago da questão. Posso responder a pergunta da jovem logo acima, dizendo que a Psicanálise e tornar o que é inconsciênte em consciênte, apenas isso. Não é uma teoria simplista como voce descreveu. Voce dizer que não existe uma metodologia científica por trás dos infindáveis estudos de FREUD e de grandes mestres como Lacan, Youg (SIC), Melanie klein, cujo a Psicologia se faz utilizadora como um dos maiores recursos para a compreensão para o estudo dos transtornos infantis. etc, é como um chute naquele lugar. Por favor amigo, deixe que outras pessoas com maior conhecimento do assunto repondam a essa pergunta. Psicanálise é uma coisa Psicologia é outra, não confunda catraca de canhão com conhaque de alcatrão. Obrigado

        Curtir

      2. Fonsell,
        Há consenso quanto a psicanálise ser (1) uma teoria do funcionamento mental e (2) técnica ou conjunto delas para o tratamento de certos “distúrbios” (chamados por Freud de distúrbios neuróticos). Basta consultar dicionários de psicanálise.
        Engraçado que você me rotula de simplista, mas logo a frente no seu texto, coloca que psicanalise é “simplesmente” tornar consciente o inconsciente e seu blog tem o endereço “psicanalise fácil” (cujo url você colocou errado). “Trazer para o consciente o que é inconsciente” é uma ideia resultante da primeira tópica e alguns autores discordam deste princípio pois, percebem que o que é inconsciente está impossibilitado de torna-se consciente e o processo terapêutico visa um melhor conhecimento verbal dos conflitos psíquicos. O próprio Freud, ao elaborar a segunda tópica abandona essa ideia, e passa a aceitar que o analista auxilia um ego enfraquecido em uma guerra civil entra as outras instâncias mentais (esboço de psicanalise, 1940).
        A discussão se a psicanalise é ou não é ciência é grande, pois depende do referencial que você utiliza. Eu, pessoalmente considero a psicanalise ciência assim como a teoria da evolução de Darwin, mas Karl Popper não diria o mesmo. A psicanálise tem método, isso é obvio, mas a metodologia inclui aspectos bastante subjetivos como, por exemplo, a interpretação, que varia de analista para analista. Em termos da metodologia cientifica dura (as ditas “Hard Sciences”) isso não é ciência. Se isso soou como um chute no seu saco, sugiro que estude Epistemologia das Ciências para curar sua dor nos testículos. Psicanalise sendo ciência ou não, não me importa, o importante é que ela continue sendo útil a humanidade de alguma forma.
        Quanto ao final de sua colocação, Fonsell, não vou me dar ao trabalho de comentar tamanha estupidez e falta de decoro com um colega. Tenho razoável conhecimento em psicanálise – o que não me permite de modo algum me autointitular de o “sabichão da psicanalise” – e confundir psicologia com psicanálise não é bem minha praia, basta navegar pelo meu blog.

        Curtir

  2. Boa noite;

    Tenho muitas dúvidas quanto a psicologia clínica, quais as formas de se trabalhar e como utilizar no consultório técnicas projetivas. Tem alguma coisa para me falar sobre Bender Infantil que linha é esta? Se é q é uma linha?

    Aguardo resposta

    Curtir

    1. Ola Simone,
      A forma que trabalho é basicamente em psicanálise e ficarei feliz em poder responder alguma questão mais espeçifica sua nessa linha.
      Quanto a Bender, voce precisa estudar a Psicologia da Gestalt para se aprofundar nesses testes, ok?
      Obrigado

      Curtir

  3. Oi Luis, eu sou formada em cinema e gostaria de trabalhar com psicologia, na área do atendimento clínico. Entretanto, não sei se teria condições de prestar uma nova faculdade. Quando li o seu comentário: “Você pode se formar em “qualquer coisa” e ser psicanalista sim, em tese, porque não há regulamentação da psicanálise no Brasil e em nenhum lugar do mundo.” – fiquei bastante animada pois acredito que consigo construir um caminho autodidata e de responsabilidade para com meus pacientes.
    Mas a seguinte passagem do seu post me confundiu: “O psicólogo é um sujeito que faz 5 anos de curso integral e recebe um diploma e possui um número CRP”. Você poderia esclarecer este ponto para mim? 1. É preciso ter um diploma em Psicologia, afinal? 2. Se for preciso, os 5 anos de análise pessoal que já fiz no passado seriam válidos para minha formação ou eu teria que fazer mais 4 anos durante o período da Faculdade? 3. Se não for preciso o diploma, como faço para adquirir um número CRP? Muitíssimo obrigada!

    Curtir

  4. Olá, estava pesquisando sobre psicologia pela net e achei seu site. Achei muito esclarecedor suas respostas, mas tenho uma grande dúvida. Estou fazendo curso pré-vestibular para medicina, mas cheguei a uma conclusão que não é realmente isso que desejo para a minha vida. sempre me interessei muito pelo ramo da psicologia, mesmo que as pessoas de minha casa sejam contra. Pretendo fazer esse curso ano que vem e me especializar em psicologia da infância e da adolescência. Você acha um bom curso? Fico conversando com os meus amigos e vejo que tem um bom mercado de trabalho se você saber realmente aquilo que faz. Sempre gostei desse ramo, mesmo gostando de medicina, acho que muitas doenças podem ser sim psicossomáticas e não adianta ser apenas médico do corpo, sem entender a “mente” da pessoa. Espero que você tenha entendido minhas dúvidas. Desde já agradeço.

    Curtir

    1. Olá Arthur,
      Essa é uma questão muito comum de estudantes do pré-vestibular e até de pessoas que já fazem uma faculdade nas áreas de saúde: Que tipo de visão vou adotar como profissional para ajudar as pessoas e ganhar minha vida?
      Creio que você esteja então partindo para a psicologia o que vai lhe levar por caminhos teóricos e práticos distintos da medicina.
      Vamos supor que você resolva fazer medicina. Se você gosta de psicologia, pode optar por psiquiatria. Você poderá atuar com psicoterapeuta, quero dizer pode se especializar depois em alguma psicoterapia (psicanálise, por exemplo) e atender as pessoas em seu consultório, assim como os psicólogos clínicos fazem. O problema é que vai ser difícil você aguentar todos os anos da faculdade de medicina e pode “chutar o balde” antes do tempo, tendo em vista que seu interesse maior é por fenômenos psíquicos e não fenômenos diretamente fisiológicos.
      Fazendo psicologia você terá contato direto com as teorias psicológicas e, talvez, maior carga horários em disciplinas das ciências humanas, o que pode lhe trazer mais prazer em estudar e maior chance de concluir o curso. É um bom curso sim, mas, obviamente, vai depende do seu empenho e desejo em se tornar um psicólogo. Você tem razão em afirmar que existe bom campo de trabalho, muito embora o mercado de trabalho esteja lotado de psicólogos.
      Penso que são raros “psicólogos completos”, quero dizer, psicólogos que passaram pelo curso todo e se dispuseram a estudar e tentar compreender, além das teorias e técnicas psicológicas, as neurociências e fisiologia, história, antropologia, cultura geral, artes, etc. Acho que falta hoje, em quase todos os profissionais, essa capacidade de “não se especializar”. Uma capacidade que vai lhe permitir um trabalho criativo e, talvez, novo. Esse é um dos legados de Freud, que era um ótimo aluno em ciências médicas, mas lia vorazmente os clássicos (Goethe, Darwin, Shakespeare, etc.), que o permitiu criar um novo campo de estudo.
      Talvez sua família esteja preocupada com suas possibilidades de trabalho e emprego. De fato, como médico, você consegue sobreviver mais facilmente, pois em ultimo caso, se nada deu certo, você pode dar plantões em qualquer cidade, por menos desenvolvidas que seja e por mais incompetente que você seja. Por isso, muitas pessoas que não tem a mínima vocação ou “tesão” em medicina, fazem o curso: Porque seu diploma oferece um tipo de garantia contra o desemprego.
      Creio que esse tipo de pensamento não é o mais apropriado para lhe guiar neste momento da sua vida. A escolha profissional é difícil, porque precisamos equalizar duas coisas muito fortes: o princípio da realidade, que lhe faz realizar e avaliar atividades diretamente relacionadas a sua sobrevivência e o princípio do prazer, que lhe faz buscar alguma atividade que lhe satisfaça.
      Sendo médico psiquiatra, psicólogo, psicanalista ou psicoterapeuta comportamental, você precisa estudar muito e dedicar-se em tempo integral e estudar tudo que uma mente humana produziu e produz. Você necessita buscar um entendimento amplo do seu “material de estudo”, ou seja, da mente humana. É uma tarefa bastante trabalhosa e muitas vezes frustrante, mas recompensadora.
      Boa sorte!

      Curtir

  5. olá, adorei seu blog, muito esclarecedor, gostaria de saber o que o senhor pensa sobre a filosofia clínica, me apaixonei pela psicanálise apenas lendo no seu blog, por favor gostaria de saber também se é possível ter uma vida estável financeiramente sendo um psicanalista, tenho 19 anos e trabalho como web designer mas com certeza a psicanálise pra mim é mais encantadora do que o designer. muito obrigado e um grande abraço.

    Curtir

    1. Charles,
      Todo profissional liberal esta sujeito à mudanças em seu rendimento mensal, sobretudo os psicanalistas em fase inicial. É recomendado que voce tenha uma atividade paralela que lhe sustente nos primeiros anos da prática, ok?
      Se isso lhe parece razoável, espero que prossiga!
      Um abraço e obrigado pelas palavras gentis!

      Curtir

  6. Olá Fernando, tenho 22 anos estudo Bacharel em Teologia e Licenciatura em Filosofia, queria saber qual a possibilidade de mim tornar o psicanalista?

    Desde já agradeço!

    Curtir

      1. Mas Luís,no caso de o colegaacima se formar em psicanalise,seria atraves de pos ou na realizaçao de outra facul?

        Att,
        Linncon

        Curtir

  7. Fiquei pasmo com o conhecimento do Fonsel! Que conveniência e que sabedoria! Ele seria muito útil à época da tentativa de tratamento da Anna O. “Tá de sacanagem hein Sir Fonsel”!
    Achei este site sem querer sr. Luis e achei muito interessante. Li todas as perguntas e respostas percebendo algumas dúvidas que ainda tinha.
    Sempre fui muito interessando por psicologia e senti-me muito atraído quando ouvi falar pela primeira vez em Freud e suas teorias, mas nunca procurei me aprofundar muito ao estudo devido a ter que estudar para o vestibulares e ENEM. Acabei ingressando na faculdade de Biomedicina e para o esclarecimento das minhas reais aspirações e futura profissão a que eu realmente sou compatível, eu felizmente não era bolsista e não tinha condições para continuar, tendo que cancelar o curso para posteriormente receber a notícia que ganhei bolsa integral de psicologia.
    Desde então venho estudando com afinco psicologia e descobrindo que não era coincidência o meu interesse por Psicanálise. Esta é a que mais me fascina desde o estruturalismo. Credito isso também ao fato de ela ser formalmente a primeira a trazer a abordagem do inconsciente e tendo grande responsabilidade no tratamento mais humano das milhares de pessoas com distúrbios mentais que, por isso, eram tratadas com pouca ou nenhuma dignidade. Fato interessante é que a Psicanálise não se opôs há uma ordem já estabelecida, como ocorreu com o funcionalismo, gestaltismo e behaviorismo e também não recebeu críticas gerais ao seu método porque ela simplesmente não era objeto de contestação com base nas escolas de pensamento estabelecidas que descartavam o inconsciente.
    É uma injustiça não citar as contribuições de todos os pensadores, filósofos, médicos e psicólogos que desde os primórdios auxiliaram na construção do que a psicologia e a psicanálise são hoje, me atenho a citar apenas três grandes homens que talvez com unanimidade de todos estes seriam dignos de representá-los: Na minha humilde opinião, Wundt, Darwin e Freud foram os personagens mais importantes na história das ciências humanas!
    Sou fã da Psicanálise e hoje tenho certeza que vou ser um psicanalista, agradeço muito a sua colaboração com o seu blog para estudantes como nós que ainda não chegaram ao seu objetivo e que naturalmente adquirem dúvidas antes de começarem esta jornada. Abraço!

    Curtir

    1. Caro Giovani, é um grande prazer receber seu comentário e suas visitas.
      Fico muito feliz em poder compartilhar minha experiência com você.
      Voce aponta fatos dignos de atenção mas discordo de que “a psicanálise não se opos à uma ordem pré estabelecida”. Mesmo não constituindo um ciência popperiana strictu sensu, ele foi e é combatida.
      Creio que em sua trajetória pela psicanálise – o que me parece inevitável e será brilhante – voce perceberá o quanto ela é odiada e combatida.
      Mas perceberá também o quanto ela é útil ao que se propôe: um boa ferramenta para investigação do mundo mental, uma teoria do funcionamento mental, uma psicoterapia valiosa e útil na pós modernidade e um dos últimos locais onde a subjetividade reina e é protegida sem o qual o humano adoece.
      Muito grato

      Curtir

  8. Olá Luis Fernando, sou estudante do ensino médio e passei, agora no meio do ano, para o curso de filosofia na Estadual do Ceará.. pretendo fazer psicologia e sou apaixonada pela psicanálise. Mas caso eu não faça psicologia queria saber se tem um curso de formação para a psicanálise fora da faculdade de psicologia que me torne uma psicanalista, de fato. Quero fazer filosofia e me especializar em psicanálise, mas poderei atuar nessa área? Eu li que não terei regulamentação, é isso? Recebi por email informações sobre um curso do Corpo Freudiano Escola de Psicanálise. Você conhece? me tornará uma profissional que poderá ser atuante na área?

    Curtir

    1. Olá Gardenia,

      A psicanálise nao tem regulamentação ao nivel federal ou estadual. Isso não quer dizer que é um profissão ilegal ou que voce não possa exercê-la.
      Para ser psicanalista voce deve ter um diploma de nivel superior e fazer um curso de formação, realizar analise pessoal e passar por supervisões (quando voce começar a atender deverá ser supervisionada por um colega mais experiente). Isso leva uns 4, 5 anos para que voce se sinta segura com o profissão. Geralmente os psicanalistas ficam eternamente estudando e vinculados à grupos de estudo e pesquisa.
      Voce vai atuar como profissional liberal, e a ocupação de psicanalista tem registro no CBO (classificação brasileira de ocupações do ministério do trabalho) sendo um profissão reconhecida, mas não regulamentada ao nível federal.
      A regulamentação da psicanálise acontece sim, mas pelos nucleo e centro de psicanálise que oferecem o ensino.
      Fazer filosofia e se especializar em psicanálise é um ótimo caminho e voce poderá atender sem problemas.
      Quanto ao Corpo freudiano, nao conheço, mas isso nao quer dizer que não seja uma boa ideia.
      Va até la, converse com os aluno e professores e veja se lhe agrada e mão à obra!

      Fico a disposição e boa sorte!!

      Curtir

  9. Olá Luis Fernando, sou bacharel em teologia e apaixonado pela psicologia na área do atendimento clínico. Seria possível da teologia fazer uma especialização em psicanalise? Qual seria o caminho mais viável? Abraços, obrigado.

    Curtir

  10. oi luis, gostei muito de suas postagens, realmente são bem pertinentes todos estes temas, mas eu gostaria que vc por favor esclarece que criterios poderiamos observar para escolhermos uma boa instituição, pois sabemos da seriedade das instituiçoes ligadas a IPA, ainda que bem burocratizadas e com certas restrições a recepção de não psicólogos ou médicos, mas há tambem muitas instituições não ligadas a IPA e tão serias quanto, então como saber?? fala-se muito hoje da SPOB, mas se vc olhar pelo menos na site deles eles parecem trabalhar com o mesmo tripé clássico da formação ou seja:
    1 – análise,
    2 – teoria e
    3 -supervisão,

    então qual é o real problema???
    aqui em Pernambuco nós temos algumas instituições, como a SPR ligada a IPA, a Scopsi e ABEPE, gostaria de sua opinião sobre as mesmas, pois desejo me aprofundar na psicanalise, mais não vejo muito diferença nos processos destas tres e mesmo nos seus conteúdos, o que parece é que há uma elitização de alguns grupos, o que dificulta o acesso e facilita instituições as vezes menos serias, todavia mais acessivies, entendo ainda que mesmo em uma instituição não tão renconhecida, o analista em formação pode correr atrás de sua autoformação, mas o que fazer então??? aproveitando ainda gostaria de saber sua opiniao sobre se compensa fazer um curso de psicologia ou apenas a psicanalise basta para quem quer ser psicanalista.?

    Curtir

    1. Givanildo,

      De fato, a maioria das instituições de orientação freudiana utilizam o tripé clássico de formação que você mencionou. O problema que vejo é que algumas instituições são simplesmente ruins, ou seja, professores não são bons, não há nenhum tipo de critério de avaliação do percurso do aluno e muitas ensinam uma psicanálise ou vinculada à dogmas religiosos ou uma psicanálise vinculada à um “certo psicologismo” por aí vai. É um critério subjetivo, é claro, mas conta muito. Enfim, um curso bom seria um curso que você pode pagar, que tenha professores “bons” e um curso que te motive a buscar nos textos originais a psicanálise. O resto é resto. O importante é que você entre em contato com a psicanálise e estude bastante por conta própria e não siga a psicanálise como se ela fosse um conjunto de dogmas irrefutáveis. Penso que isso é o mais importante: análise pessoal e não tratar a psicanalise como um dogma e sim uma ciência em andamento (como toda ciência que se preze).

      Quanto ao curso de psicologia, acho que vale a pena. Como vale a pena qualquer outra formação universitária. Digo isso porque acredito que uma vida universitária amadurece o sujeito e vai colocá-lo em um universo dos vários saberes. Acho difícil alguém sem ter passado pelo universidade tocar a vida com a psicanálise. Portanto, acho uma questão de amadurecimento mesmo. A psicologia ou medicina geralmente são os cursos escolhidos por pessoas que querem fazer algum tipo de psicoterapia, mas para ser psicanalista é preciso passar por um percurso de analise, supervisão e estudo da obra por alguns anos (penso que no mínimo 5)

      Obrigado

      Curtir

      1. muito obrigado pela sua atenção

        Gostaria de ser mais especifico no meu caso, já tenho curso superior, eu sou formado em história, sou especialista tambem em história, estou terminando mas duas especializações uma em filosofia e outra em sexualidade humana, sou professor de filosofia e história do estado de Pernambuco, inclusive já lecionei na Universidade Estadual.

        Minha chegada a psicanalise foi atraves da filosofia, busquei então instiuiçoes no meu estado, achei de todo tipo, até quem oferece psicanalise on-line..kkkk, mas não me agradei, então as duas melhores que encontrei foram a SPR, ligada a IPA, que exigiu para a formação ser psicologo ou medico, uma frequencia de pelo menos 5 sessões semanais, durante 5 anos, de um curso que pode durar até 7 anos, tudo isso na capital, ou seja não da pra mim.

        A outra instituição é a ABEPE, tambem séria ao meu ver, mas bem flexivel, eles não exigem ser medico ou psicologo, eles aceitam qualquer graduação superior, trabalham sobre o tripe clássico, de análise pessoal de pelo menos 5 anos, ainda que em uma frequencia menor, pode ser 2 ou 3 sessões semanais, supervisão de casos clínicos com o acompanhamento de pelo menos 3 casos e seminários teóricos clinicos de podem ser terminados entre d 2 ou tres anos e é em cidade proxima da minha, já vi que cada instituição tem uma varição de tempo deferente para formação, a Ipa exige até 7 anos, o sedes sapiencia é em 4 anos, O IPLA de jorge forbes e a maioria dos lacanianos em 2 ou 3 anos e alguns em um ano apenas…, como saber a quantidade de tempo necessária??? tem como??

        Minha preocupação é na formação, não quero ser um psicanalista de “mentirinha” estou lendo toda a obra de freud e lacan bem como de autores modernos em psicanalise, como rounidesco, Nasio, Zimermam etc, mas me pergunto se isso é suficiente, já estou em analise faz um ano aproximadamente, to gostando muito., mas não quero investir meu tempo e dinheiro em um curso que não vai me formar corretamente.

        Já vi varias palestras de Renato mezan, dizendo que psicanalise é uma coisa e psicologia é outra, são perecidas mas diferentes, não quero ser psicologo quero ser psicanalista, mas se o unico jetito for fazer 5 anos do curso de psicologia pra depois enfrentar mais 7 anos na IPA, vai ser dificil para mim.

        Estou pleitiando um mestrado provavelmente em filosofia, mas a psicanalise não me sai da cabeça..o que eu posso fazer na sua opinião??

        mais uma vez obrigado.

        Curtir

      2. Caro Givanildo, mas que ótimas informações você tem em mãos!

        A formação em psicanálise é alvo de discussões intermináveis e não há um padrão oficial para isso (embora a IPA tenha tentado! Hoje são bem mais flexíveis, não quanto aos parâmetros de formação, mas quanto a possibilidade de existência pacifica de outros grupos).
        Penso que Lacan foi o primeiro a questionar mais fortemente esses parâmetros de formação o que o levou a criar sua própria escola. A formação lacaniana parece ser a mais flexível, o que não significa ser a a pior, pelo contrário, analistas lacanianos que conheço sabem muito de psicanálise e a obra de Lacan é super importante, tanto em termos teóricos/práticos, como em termos da própria formação, da relação institucional e etc.

        Você falou sobre o Mezan. Ele é um cara sensacional e estou tendo oportunidade de tê-lo como professor no Instituto Tavola (aqui em Ribeirao Preto). Vou lhe indicar uma entrevista em video que fizemos para nossa revista (http://nucleotavola.com.br/revista/psicanalista-leigo-e-a-vovozinha-uma-entrevista-com-renato-mezan/).
        Perceba que o Mezan é filosofo, mestre e doutor em filosofia com o tema em psicanálise. Ele não possui “formação” em psicanálise. Ele é um exemplo fora da reta acredito, porque ele é um grande estudioso da psicanálise, fez análise por longa data e se “atreveu” a se intitular psicanalista. É um historia parecida com a sua, meu caro.
        Portanto, a psicanálise pertence a quem a estuda, a quem a sente e a quem a percebe como útil e não a grupos de poder, que utilizam o parâmetros financeiros para se fecharem numa eterna masturbação vaidosa.

        Segue um texto muito bom, da revista Percurso que contem um relato muito legal de um sujeito muito imprtante no meio psicanalitico. (Trinta maneiras de destruir a criatividade dos candidatos à psicanálise http://revistapercurso.uol.com.br/index.php?apg=acervo&acao=ver&id_edicao=45&pg=)

        Acho que seu caminho será interessante! Continue!

        Um abraço!

        Curtir

  11. olá luiz, estou aqui mais uma vez sou te importunando, obrigado pela paciência.

    Vi os videos de mezan e os artigos da revista muito bom mesmo saber de tudo isso.

    Mas veja bem minha questão é que aqui em Caruaru e Garanhuns chegou a pouco tempo, como tinha te falado antes uma associação de Psicanalise chamada ABEPE, eles são freudianos o que me deixou muito interessado, mas a instituição não tem ligação com a IPA, isso é preocupante??

    Estou te mandando o programa da mesma para que o você por favor me desse um parecer se vale a pena ou não cursar e se esta associação é séria mesmo.

    Pois pra mim, seria bem mais fácil, pela proximidade da minha cidade, mas não quero entrar em uma furada e me tornar um psicanalista só de nome, em uma instituição que não tem credibilidade. Por favor me ajude.

    O programa é de 24 meses de seminários mensais, com carga horária de 30h por encontro mensal – aos domingos – (10h presencial e 20h de pesquisa)

    Mínimo de 5 anos de análise didática

    Tem grupos de estudo

    Durante estes 5 anos são oferecidos vários cursos relacionados a psicanálise, além dos primeiros 2 anos. (A título de formação continuada)

    Exige-se no mínimo de 220 sessões de análise pessoal, para iniciar-se o estágio supervisionado com pacientes piloto, que conste de pelo menos 30 sessões

    Mínimo de 20 sessões de supervisão

    exigem um trabalho monográfico

    E o analista em formação só é liberado para clinicar em seu próprio consultório após todo o processo acadêmico, técnico e clínico, de no mínimo 5 anos.

    e ai vale a pena???

    Nada mais no momento, desde já muito obrigado.

    Eis os temas do seminários:

    Freud – Vida e Obra

    Teoria Psicanalítica I – Freud

    Sexologia Geral

    Teoria Psicanalítica II – Freud

    Fundamentos da Técnica Psicanalítica

    Ética Profissional Psicanalítica

    Psicologia Aplicada à Psicanálise

    Sexologia Aplicada à Psicanálise

    Psicodinâmica das Neuroses

    Enfoque Sociológico e Filosófico na Psicanálise

    Psicanálise Vincular (Psicoterapia da Família)

    Interpretação dos Sonhos

    A Clínica Psicanalítica (Criança, adolescente e idoso)

    Psicanálise e Educação

    Teoria Psicanalítica III – Freud

    Estudos de Casos Clínicos – Freud

    Psicofarmacologia

    Fenômenos Psicossomáticos

    Psicoterapia Psicanalítica

    Psicopatologia Psicanalítica

    Teorias Pós-Freudianas I (Melanie Klein e Donald Winnicott)

    Teoria Psicanalítica IV – Freud

    Teorias Pós-Freudianas II (Carl Jung e Jacques Lacan)

    Teoria Psicanalítica V – Freud

    Curtir

    1. Givanildo,

      Acho que o selo IPA não deve ser fator decisivo para sua escolha. Este selo é uma tentativa de garantia de qualidade. O problema do selo IPA me parece ser o encarecimento da formação, como já dissemos. O que nos traz a questão: curso de formação bom é curso de formação caro? Analista bom é analista caro? e muitas outras.
      Penso que você deveria experimentar… se gostar das aulas, dos colegas e professores, fique e se dedique, ok?

      Um abraço!

      Curtir

  12. ola Luis só eu de novo, veja acabo de ver em um site uma noticia complicada que a meu ver acaba com o exercicio da psicanalise por não psicologos, pois não só praticamente fecha a SPOB que tem aquela questão do envolvimento com religião, mas tambem reconheci que a psicanalise é uma especialidade da psicologia e portanto só psicologos podem exerce-la, esta foi minha interpretação gostaria que vc desse sua opinião por favor, segue o link:

    http://trf-1.jusbrasil.com.br/noticias/112338528/psicanalise-nao-pode-ser-exercida-como-profissao-no-brasil

    Curtir

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s