SILVIO SANTOS E AS FESTAS RAVE


Sem hipocrisia!

Dois assuntos que me chamaram atenção nessa semana: Silvio Santos e as festas Rave, enquanto passava canais pelo controle remoto na minha televisão.

Silvio Santos todos sabem quem é. Festa Rave é um tipo de festa que acontece em sítios (longe dos centros urbanos) ou galpões, com música eletrônica. É um evento de longa duração, normalmente acima de 12 horas, onde DJs e artistas plásticos, visuais e performáticos apresentam seus trabalhos, interagindo, dessa forma, com o público. O termo “rave” foi originalmente usado por caribenhos de Londres em 1960 para denominar sua festa local (wilkipedia.org).

Uma garota entrevistava jovens numa festa Rave e vi o que estamos perdidos mesmo. Não. Não vou falar que nossa juventude está perdida porque se afunda em drogas e música barulhenta. O que

percebi foi um desejo de normalidade, um moralismo perigoso na fala desses jovens. E eles diziam exatamente o que os pais desejam ouvir: “Nos só queremos ouvir música e dançar”; “Pregamos a paz e o amor”, “Somos os novos hippies” e outras bobagens. Bobagem porque o que se espera de um jovem é que ele seja transgressor, irresponsável e maldito. A adolescência é um inferno que prepara o sujeito para a independência e o questionamento de velhos valores sociais; e isso possibilita a mudanças culturais e políticas. Então, não venha reclamar no almoço de domingo para seus familiares que a situação do Brasil vai de mal a pior, que os políticos continuam roubando, que a cultura não é valorizada e etc.

Silvio Santos é demais. Essa personagem me faz sentir nojo da espécie humana, e exatamente por isso que sinto por ele, ao mesmo tempo, uma admiração profunda. Em seu programa cada vez mais descarado, ele flerta com as jovenzinhas de baixa renda que frequentam seu programa (antes o público se formava, sobretudo, de senhoras e idosos), tira sarro politicamente incorreto a todo o momento de todos os presentes. Dá gargalhada e ordena ao público que pare de fazer bagunça. Joga dinheiro como um louco e pede pra fazer bagunça de novo. E o povo responde com aplausos. Uma cena incrível, lamentável, mas sem hipocrisia. Silvio Santos não precisa disfarçar, ele é bem direto: Vocês querem bunda, sexo, sacanagem e dinheiro? Então tome tudo isso sem medidas!

Silvio Santos, um retrógrado apresentador de programas de auditórios também retrógrados, representa a vanguarda, o futuro do Brasil; enquanto os jovens (vistos como o futuro do Brasil e a vanguarda) representam o mais retrógrado: Um moralismo bobo, um desejo de ser bonzinho, de ser geração saúde, de respeitar os pais e ser bom para a sociedade e meio ambiente. Esses são valores adultos, maduros e precisam ser adquiridos e apropriados no sistema de valores de um sujeito de maneira concreta e estruturada, e não como um verniz passado de maneira mecânica por uma educação burra e sem espírito crítico.

Os valores politicamente corretos, simples assim, como uma superfície sem profundidade intelectual e, estruturado de maneira a fazer mais marketing que valores humanos é nefasto para o desenvolvimento de qualquer nação; produz uma população estúpida, sistema de valores de isopor e um política suja. Como um país que conheço…

1 comentário

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s