duvida

Tristeza tem cura?


O LEITOR PERGUNTA

“Eu gostaria de saber se uma pessoa que sofre de uma tristeza muito grande tem necessidades de tomar remédios. No meu caso eu sofro dessa síndrome da tristeza e as vezes sei qual motivo que está me impulsionando, tendo essa sensação e as vezes não. Já fiz psicanalise por longos anos e foram com métodos diferentes por ter que mudar de psicólogo e psicanalista sempre… Por motivo de mudança de planos de saúde e até a mudança do próprio médico de cidade ou às vezes por eu também não poder mais bancar financeiramente. Bem gostaria de saber se existe um tratamento correto para esse sentimento e sintoma? Agradeço.”

(texto enviado pelo leitor, sem modificações)


SINAPSE OCULTA RESPONDE

Olá,

Uma “tristeza muito grande” geralmente tem motivos bem fortes. Mas estes motivos nem sempre são claros para nós. Esses motivos precisam ser investigados por um psiquiatra e por um psicanalista, que, a meu ver, devem trabalhar em conjunto, em alguns casos.

O psiquiatra pode lhe oferecer um tratamento farmacológico (com remédios) que, quando bem aplicado, pode diminuir os sintomas (mal estar, insônia, desânimo, etc.). Isso traz bastante alívio e o paciente pode retomar suas atividades cotidianas, mas, geralmente, não é o bastante para que tenha novamente uma vida plena ou razoavelmente satisfatória.

O psicanalista (ou psicólogo) podem lhe oferecer um tratamento psicoterápico, que não tem efeito tão rápido como os remédios, mas pode lhe trazer grandes ganhos. Da mesma maneira que os remédios não têm efeito totalmente garantido, podendo muitas vezes não fazer efeito algum, os tratamentos psicoterápicos também não. Tudo vai depender de muitas coisas como sua força de vontade em iniciar um percurso analítico, empatia com o analista, e o desejo de investigar sem medo suas emoções e comportamentos.

Você disse que já passou por psicólogos e psicanalistas, mas que teve que interromper o tratamento, não é? Tanto o tratamento psicanalítico quanto o farmacológico precisam de certo tempo para ter resultados. Se o paciente interrompe o tratamento precocemente, corre o risco de perder o trabalho terapêutico.

Quanto ao preço. Alguns pacientes relatam já terem passado por psicólogos do plano de saúde e de certa forma insatisfeitos com o tratamento. Pelo que sei são oferecidas em torno de 12 sessões ao ano. Pela minha experiência creio que seja pouco tempo para qualquer tipo de trabalho bem feito. O tratamento psicanalítico é mais caro que tratamentos dados em planos de saúde, mas, de forma geral é mais satisfatório.

Uma tristeza é um sintoma. Sintoma é qualquer alteração da percepção “normal” que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não consistir-se em um indício de doença. Um sintoma psíquico (mental) é diferente de uma dor de barriga, ok? Quero dizer que pode ser entendido como um sinal de que alguns aspectos de sua vida mental precisem ser analisados e modificados. Se essa tristeza estiver lhe incomodando muito e há bastante tempo, recomenda-se que procure um psicanalista (ou psicólogo) e um psiquiatra. Procure clínicas sociais vinculadas a institutos de psicanálise que praticam um preço menor… e boa sorte!

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s