Ética e Profissão

O que é um psicanalista?

A dificuldade que nós psicanalistas temos em nos definir como profissionais, passa por uma característica importante do processo de formação pelo qual toda pessoa que deseja ser psicanalista passa, ou deveria passar.

clique aqui!

Regulamentação da psicanálise: uma mentira contada mil vezes, torna-se verdade

Alguns grupos divulgam uma tal “Regulamentação da Profissão do Psicanalista”.

Assim, nos sites destes grupos é comum ver listagens de leis, artigos, incisos, decretos e avisos ministeriais – que quase ninguém lê, mas fica aquela impressão de que a psicanálise é regulamentada, importante e sobretudo “pomposa” e cheia de regras …  É a velha técnica engana-trouxa: dar a psicanálise um “ar de oficialidade” faz com que a venda de cursos e serviços relacionados sejam facilitados.

clique aqui!

Doutor, Doutorado e sobre como fingimos não saber de Ética

“Sabe com quem você está falando???? Você está falando com uma psicóloga!!! Doutora!!!”

Não ouvi esta frase, mas acho que estou prestes a ouvir. Seria a “Carteirada Psi”.

É um costume chamarmos de “doutor”, os médicos, advogados, juízes, delegados e dentistas, e pelo que estou vendo agora, psicólogos e psicanalistas também…

clique aqui!

Psicologia não! Vou de Taxi

Houve pouca ou quase nenhuma repercussão da mídia sobre o caso. Mas o fato é que a empresa “99Taxis” (aplicativo de internet para chamar taxi, patrocinadora do Corinthians) fez uma propaganda dizendo assim: “Psicólogo está caro? Converse com o Taxista!

Então alguns psicólogos sentiram se ofendidos ao serem comparados com um reles taxista e argumentavam que a psicologia é algo bem diferente de uma conversa informal num boteco, com um amigo ou com um taxista; pois ela é uma ciência, uma profissão regulamentada e exige uma formação mínima de 5 anos e etc.  Psicólogos e seus conselhos partiram em defesa da profissão.

clique aqui!

Será o momento de uma nova Articulação das Entidades Psicanalíticas Brasileiras?

“Torne-se um Profissional em Psicanálise estudando a distância pela internet, sem sair de casa!”

Sim. Tive que ler isso depois de um final de semana estudando a regulamentação da psicanálise no Brasil.

Sempre me lembro do “Seu Creysson”, um personagem do programa Casseta & Planeta que brincava com frases sensacionalistas, falava errado, vendia produtos improváveis e era muito ousado: no quado “Seu Creysson Responde” respondia perguntas de gramática, mesmo parecendo um analfabeto. É assim que vejo alguns grupo de psicanálise no Brasil que vendem uma psicanálise duvidosa e são muito ousados, no sentindo “creyssoniano” da palavra.

clique aqui!

Quando vou ter minha “Carteirinha Oficial de Psicanalista”?

“Olá Luis,

Conversamos em ocasiões anteriores, falamos sobre a inexistência de uma legislação que regulamente o exercício da psicanálise. Também sobre os muitos cursos de qualidade duvidosa no mercado. A pergunta é: Preciso mesmo do certificado de um desses cursos tão rasos para exercer a psicanálise, visto que não há regulamentação legal para tal exercício? Posso exercê-lo por conta própria, enquanto busco novos cursos de especialização e dou continuidade às minhas experiências?”

RESPONDO:

Olá, tudo bom?

Quanto ao certificado: Isso é o de menos. Como não há quase nenhum aspecto legal envolvido na prática da psicanálise o certificado fica em segundo plano mesmo…

clique aqui!

Abuso sexual: algumas roupas se lavam em praça pública

Para 58,5%, o comportamento feminino influencia estupros, diz pesquisa divulgada nesta quinta-feira (27) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), órgão do governo (fonte G1). Por mais que tenha-se falado muito sobre as possíveis falhas desta pesquisa, vou considerar os dados válidos posto que, por intuição, eles não são tão absurdos assim.

clique aqui!