Psicanálise & Artes

OS NÚMEROS DE 2010

Os duendes das estatísticas do WordPress.com analisaram o desempenho deste blog em 2010 e apresentam-lhe aqui um resumo de alto nível da saúde do seu blog: (mais…)

Anúncios

PAIS, FILHOS E O POÇO ESCURO DE NÓS

“Tornar azeite o leite
Do peito que mirraste
No chão que engatinhaste, salpicar
Mil cacos de vidro
Pelo cordão perdido
Te recolher pra sempre
À escuridão do ventre, curuminha
De onde não deverias
Nunca ter saído”

(Chico Buarque, em Uma Canção Desnaturada)

__

A cena típica da “família Doriana” que aparece feliz e sorridente nas propagandas de televisão esta fadada ao fim, ou nunca foi real mesmo. A relação entre pais e filhos é coisa complicadíssima. E o que eu quero falar aqui é do ódio entre eles, como nos diz de maneira cruel e poética Chico Buarque. Além desta canção, mais duas obras artísticas servirão de ilustração para meu texto: O filme “Todos estão bem (2010)” e “Anticristo (2009)”.

(mais…)

AVATAR: UMA HISTÓRIA SOBRE A PERDA DA DIGNIDADE

Lloncon, líder Mapuche no ano de 1890

“…essa tendência à agressão, que podemos perceber em nós mesmos e cuja existência supomos também nos outros, constitui o fator principal da perturbação em nossas relações com o próximo; é ela que impõe tantos esforços à civilização”. (Freud, S. 1920. Além do Princípio do Prazer)

__

Muito esperado pelos amantes da tecnologia o filme “Avatar” de James Cameron ofereceu pela primeira vez, uma nova experiência de cinema (3D), no entanto levou apenas três estatuetas do Oscar de categorias técnicas: direção de arte, efeitos visuais e fotografia.  Muitas críticas sobre esse filme apontam que ele pode ter sido plágio de um livro e suas personagens azuis foram também plagiadas de quadrinhos da década de 80 (Timespirit). Bom, gostei do filme, é um bom divertimento, mas como todo bom filme hollywoodiano obviamente cai na infantilidade boçal. Mas não é isso que me chamou a atenção.

Seres azuis e grandes vivem num planeta de natureza abundante em estado de total conexão com ela (o que já é um absurdo porque sobreviver exige intervenção violenta na natureza e certa desconexão). Então seres humanos com suas máquinas potentes querem invadir o paraíso azul e retirar de lá um minério muito valioso. Dá se aí uma trama que me lembrou a época de colonização por que passamos há mais ou menos 500 anos. Os humanos então aplicam uma série de táticas violentas para conseguirem seu objetivo e não são bem recebidos pelo povo da floresta. (mais…)

MÚSICA E EVOLUÇÃO: UMA BREVE RELEITURA CIENTÍFICA

0,,21181835-FMM,00

Flautas de osso e de marfim com cerca de 35 mil anos, na Europa da Idade do Gelo (Foto: H. Jensen/Universidade de Tübingen)

É sustentável a idéia de que em música, a alegria e a tristeza estejam associadas a duas propriedades estruturais: andamento (o número de batidas por minuto) e o modo (a organização específica de intervalos construídos sobre uma escala usada para definir o tom de uma música). Mais especificamente, andamentos rápidos tendem a evocar músicas alegres e andamentos lentos tendem a evocar músicas tristes. (mais…)

AS ARTES E SEU VALOR NO MUNDO

No Brasil, é muito comum que jovens ao escolherem a profissão evitem as carreiras artísticas (artes plásticas, moda, música, etc.).  Está quase claro que entrar para esse estranho mundo, nesse estranho modo de viver, seria uma loucura ou um ato de rebeldia infundado.

No entanto, sabe-se do valor alto que tal atividade obteve no mundo todo, de modo que um violino fabricado pelo famoso Giuseppe Guarneri (1698- 1744) no século XVIII pode chegar a valer mais que 3,54 milhões de dólares (que foi o valor pago por um violino stradivarius, anteriormente); ou um quadro de Pablo Picasso (1881-1973) pode ser avaliado em 78 mil euros. (mais…)

ARTE E SEUS DESDOBRAMENTOS

Lucas Arantes, é jornalista e escritor, autor do livro recem lançado “O outro estranho” e colaborador do SINAPSE OCULTA (arantes.lucas@hotmail.com / http://lucasarantes.wordpress.com/ )

A criação artística está relacionada com o processo de sublimação da pulsão sexual, mas essa noção não é característica somente para este tipo de atividade, já que a sublimação é a substituição de um objeto sexual por outro, geralmente outro objeto mais aceito socialmente. Depois de Sigmund Freud (1856-1939), a criação artística passou a ser do ponto de vista de um sujeito que não é mais dono da própria razão, pois o pai da psicanálise mostrou, com a descoberta do conceito do inconsciente, que nós não somos mais senhores da própria casa. (mais…)