A gestão Doriana

Doriana, não e apenas uma marca de margarina que desenhou a familia brasileira impossivel, feliz, de bem com a vida e com tempo pra degustar um pão com café.

Doriana passa a ser agora um adjetivo para qualificar o tipo de gestão que Dória – empresário e gestor moderno – pode ter o azar de imprimir na história de São Paulo.

clique aqui!

 

 

Anúncios

Fim de ano, a profissão e a imagem do psicólogo

Em conversas de fim de ano com amigos e familiares o assunto profissão sempre aparece. Aí me disseram que eu tinha que dar um “up” na minha imagem no facebook, criar uma fanpage legal, com uma foto minha bem produzida, sorrindo, mostrando confiança… segundo ele: “mostrando que voce é um “”profissional diferenciado”” (cara, como odeio essa frase!) e postar frequentemente frases e fotos de psicologia.

Penso o seguinte

A psicologia/psicanálise que aprendo não cabe em frases de autoajuda ou frases de efeito e não acredito que uma pessoa, lendo algum post bonito e supostamente profundo, venha procurar meus serviços ( e se procurar, vai se decepcionar!). Além disso, a psicologia tão associada a “frases de efeito” faz justamente desqualificar a própria psicologia e o trabalho do psicólogo/psicanalista. Ficar citando frases, muitas vezes fora de contexto, me parece algo semelhante aos fiéis religiosos que citam versículos da bíblia para provar tudo e qualquer coisa. To cansado de ver a foto do Freud com frases que muitas vezes nem são dele…

Mas afinal, como o psicólogo/psicanalista pode ou deve divulgar seu trabalho?

Sejamos críticos! Cada vez mais.

A psicanálise foi superada pela neurociência?

Com 60 anos de carreira, Ivan Izquierdo, 78, é o neurocientista mais citado e um dos mais respeitados da América Latina. Nascido na Argentina, ele mora no Brasil há 40 anos e foi naturalizado brasileiro em 1981. Suas pesquisas ajudaram a entender os diferentes tipos de memória e a desmistificar a ideia de que áreas específicas do cérebro se dedicariam de maneira exclusiva a um tipo de atividade [1].

Izquierdo em entrevista para Folha chega a falar sobre a psicanálise. Retiro alguns fragmentos para que possamos pensar sobre eles.

clique aqui!

Existe o título de especialista em psicanálise?

“Olá Luiz Fernando!

Lí a sua matéria: “Será o momento de uma nova Articulação das Entidades Psicanalíticas Brasileiras?”, na revista online “Revide” publicada em 28/04/2015 e achei muito interessante. Acabei de me formar em psicologia e gostaria de fazer uma pós-graduação (especialização ou mestrado) em psicanálise. Não pretendo me tornar psicanalista, mas  gostaria de clinicar utilizando da abordagem psicanalítica, além de conquistar o título em especialista ou mestre. A minha dúvida então é: como a Psicanálise é uma área do conhecimento e não uma profissão regulamentada, é possível obter o título para tais cursos?Se sim você indicaria algum que seja de fato aprovado pelo MEC?

Obrigada!”

clique aqui!

 

Acordei machista

Depois do meu casamento muita coisa mudou. Me senti mais próximo de minha esposa e surgiu rapidamente a necessidade de ter filhos, uma divisão mais rígida de tarefas domésticas e uma inevitável inclinação de tratar a esposa como “esposa”: vai pegar minha cerveja, vai lavar roupa…

clique aqui!

O parasita perfeito

O parasita perfeito primeiro identifica o hospedeiro.

Hospedeiros vulneráveis são aqueles que parecem ser mais suscetíveis ao ataque.

Você quer fama e sucesso? Você quer mulheres? Você quer poder?

Pode ter certeza que há um parasita perfeito esperando por você. O parasita perfeito te escolhe pelo cheiro! O cheiro do seu desejo!

clique aqui!

O fim da propaganda política

Esses últimos dias têm sido muito ricos para quem deseja aprender sobre política. Para quem deseja destilar qualquer tipo de ódio ou amor baseado em convicções não há nada de novo: Lula continua bandido e Dilma precisa sair do governo; Moro é um herói, Lula é o salvador do Brasil e etc. Vamos deixar de lado essas convicções.

Quais são os dados que temos? Algo que podemos afirmar com toda certeza é que dinheiro e poder andam lado a lado e que esta dobradinha motiva boa parte do comportamento corrupto, desta forma, temos a sentença: “quero mais poder, portanto, devo conseguir mais dinheiro”. Na busca pelo poder, faz se alianças com quem detém poder econômico.

clique aqui!