Biologia

PSICANÁLISE NA NOVELA

Na novela das nove na TV Globo (Passione), além de termos os velhos clichês de sempre, percebi uma trama até que bem bolada e exemplos simplificados, mas bem interessantes, de como se desenvolve um processo psicanalítico. Flávio Gikovate, um psiquiatra famoso e competente que aparentemente não se liga em nenhuma corrente psicológica, me faz lembrar de um psicanalista. Gérson, o personagem perturbado por um segredo obviamente sexual, inicia a sessões ainda encabulado. Aos poucos a dupla (analista/analisando) vai funcionando, e os dois passam a ser cúmplices. Gérson, enfim, revela seu segredo de que fora abusado na infância por uma mulher gorda, fedida e ensebada que o beijava. Atrevo-me a pensar na psicanálise porque Flávio Gikovate se utiliza de interpretações freudianas como: “A criança registra o ato sexual mais como uma luta do que como uma forma de carinho e de prazer”.

(mais…)

PIRULITO DA CIÊNCIA

esse é bom!

Fiquei muito intrigado com esse título de novo disco e DVD do Tom Zé. Morri de vontade de perguntar para ele, que diabos é esse “Pirulito da Ciência”. No “Programa do Jô” ele responde categórico: “As perguntas melhores são aquelas que agente não sabe responder”. Então resolvi escrever este texto.

Hoje em dia vemos uma incrível popularização da ciência. Toda mídia se volta para os resultados e novos ditames dos estudos científicos. Que eu me lembre, o ovo de galinha, por exemplo, já foi considerado vilão do colesterol, depois foi considerado benéfico, e assim vai. Baseado em estudos científicos, a sociedade vai se reestruturando, pouco importando agora o conhecimento popular. Você pode até tomar o chá que sua avó prescreve para dor de barriga, mas vai ao médico e segue a risca suas recomendações. Compra revistas que anunciam tal regime como cientificamente testado, e compra aquele aparelho de ginástica que foi testado pela NASA. Afinal, agora os doutores das universidades aparecem no programa “Fantástico”, fazendo surgir um “admirável mundo novo”, correto e racional, regido pelas regras científicas.

Toda essa parafernália para nos auxiliar na dura tarefa de viver e ser feliz parece cada vez mais concreta, de modo que, se você não é feliz e sorri em fotos, se sente culpado; porque afinal, hoje em dia só não é feliz quem não quer. Está tudo ao nosso alcance, nas prateleiras das farmácias, bancas de jornal e num toque de botão no controle remoto.

Foi nos dado o pirulito da ciência, tal qual o pirulito que damos a uma criança para que se distraia da vida. O pirulito da ciência consiste nas garantias confortantes e saborosas que a ciência oferece ao homem moderno o tornando um ser extremamente comportado, normal e resignado e, ao mesmo tempo, infantil e tolo.

Vai tirar o pirulito da boca de uma criança para ver o que acontece…

__

SHOW DO TOM ZÉ EM Junho

RIBEIRÃO PRETO
14/6, às 21h, Praça 15 de Novembro,
Feira do Livro de Ribeirão Preto
Show O PIRULITO DA CIÊNCIA, com a banda

VOCE É O QUE VOCE É, OU O QUE VOCE FOI?

O histérico sofre de reminiscências” (Sigmund Freud[bb], 1909, Obras Psicológicas)
“Sugere-se que a função adaptativa da reconsolidação da memória é de permitir que velhas memórias sejam atualizadas a cada vez que elas são acessadas” (Joseph LeDoux e colegas, 2009, Nature)

Começa um ano novo e com ele aquela velha vontade de mudar certas coisas: limpar o quarto, ser tolerante, ir à academia, sem um bom pai, um bom filho e por ai vai. Mas o que todos sabemos é que mudar as coisas, deixar pra traz velhos hábitos e manias é coisa difícil de fazer.

Nosso cérebro é uma maquina maravilhosa, com funções e funcionamento ainda relativamente obscuros para a ciência. Uma das características dele é que conseguimos “congelar realidades” e mantê-las por um grande tempo vivas dentro de nós, como se fosse uma máquina do tempo. Quase tudo que fazemos acabamos aprendendo e “congelando”, por exemplo, o modo com que nos relacionamos com os outros e com nós mesmos, de modo que não precebemos muito bem que estamos repondendo à um procedimento pré-programado, em um tempo anterior a ação. (mais…)

A CURA PARA TODOS OS MALES DA HUMANIDADE

Voce é isso.

Famoso e polêmico, Richard Dawkins[bb] nos dizia em seu livro “O Gene Egoísta” (1976), simplificadamente, que somos uma máquina viva com o objetivo de perpetuar os genes. Toda complexidade do comportamento animal (humano também) seria então uma orquestração com o objetivo final de manter os genes vivos. Vocês sabem, genes são as unidades codificadoras da maioria dos organismos vivos. Eles são feitos de DNA e participam da formação e funcionamento de muitas funções e estruturas do seu corpo (a instrução da cor e formato do seu cabelo esta lá, “escrita” nos genes). (mais…)

MÚSICA E EVOLUÇÃO: UMA BREVE RELEITURA CIENTÍFICA

0,,21181835-FMM,00

Flautas de osso e de marfim com cerca de 35 mil anos, na Europa da Idade do Gelo (Foto: H. Jensen/Universidade de Tübingen)

É sustentável a idéia de que em música, a alegria e a tristeza estejam associadas a duas propriedades estruturais: andamento (o número de batidas por minuto) e o modo (a organização específica de intervalos construídos sobre uma escala usada para definir o tom de uma música). Mais especificamente, andamentos rápidos tendem a evocar músicas alegres e andamentos lentos tendem a evocar músicas tristes. (mais…)

NÓS VIEMOS DO MACACO?

Famosa imagem que nos confunde

“Em 1871, Darwin tomou coragem e publicou A descendência do homem, em que incluiu o Homo sapiens na árvore da vida, no ramo dos primatas, ao lado de chimpanzés, gorilas e orangotangos. A reação não foi favorável. “A imaginação do senhor Darwin é inesgotável… É surpreendente que um homem da ciência como ele possa dizer que o homem ‘certamente’ descende de um macaco”, lê-se na resenha do The Times, de Londres.” (Revista Época)
Quando se é biólogo, ou de qualquer outra área científica, as pessoas acabem lhe perguntando coisas difíceis de responder. Como por exemplo: “Que planta é essa?”; “Que inseto é esse?”; e a resposta nem sempre é clara.
clique aqui!