Comportamento

Intermed: os fins justificam os meios?

“Os fins justificam os meios”. Essa é uma frase que representa o “maquiavelismo”, e quer significar que os governantes e outros poderes devem estar acima da ética e moral dominante para alcançar seus objetivos ou realizar seus planos.

Em Santa Rita do Passa Quatro (minha cidade natal) os governantes parecem pensar assim. Uma cidade é composta por diversos grupos que possuem diferentes interesses. Cabe ao governo municipal intermediar esse embate e propor uma saída. A mesma ladainha se repete: a Intermed traz em torno de 5000 estudantes que movimentam cerca de R$ 2 mi. Mas esse é apenas uma faceta do problema. Centenas de pessoas ficam sem dormir, não consegum trabalhou estudar em casa, se indignam com pessoas peladas nas ruas e etc.

Anúncios

A perda da infância

A menina Thylane Lena-Rose Blondeau, uma francesa de 10 anos de idade (que desde os 4 é modelo) causou grande impacto ao fazer um ensaio fotográfico bastante sensual para a revista Vogue. Moralista de plantão se debatem nas suas cadeiras. Há depoimentos do tipo: “A mãe dessa menina deveria ser presa”; “Deveríamos processar a revista vogue” e por aí vai. Ao mesmo tempo, pedófilos salvam as fotos da menina nos computadores e se masturbam. A opnião publica não sabe o que fazer. E nem eu.

Publicidade excessiva?

Metade do que voce paga por uma revista é propaganda

Há tempos não tenho a mínimo interesse em comprar uma revista semanal (tipo Veja, Isto É, etc.) e me perguntei esses tempos o por que disso. Meus amigos e colegas são unânimes na resposta: “Essas revistas têm muita propaganda e pouca informação”.

Para falar a verdade eu percebia que eu mais folheava a tal revista semanal do que propriamente lia as matérias. E ainda por cima, quando há alguma matéria as fotos ocupam um grande espaço. O que é isso? Uma adaptação da imprensa brasileira ao seu público formado de analfabetos funcionais que preferem “ver figurinhas” a ler, entender e criticar? Talvez seja por isso que a revista  se chama “Veja” e não “Leia”… Não sei.

ENTREVISTA SOBRE REALITY SHOWS

Em tempos de ‘espiadelas’ por todos os lados, nada melhor que pensarmos sobre o efeito ou a razão disso. Explico. Ao buscar saber o que pensa e quais considerações seriam relevantes para um psicanalista acerca dos programas chamados “Reality Shows” (ex: Big Brother, A Fazenda, etc.), foi que resolvi elaborar uma pequena entrevista, a contar com a ajuda de um amigo, Bruno Maríncolo, para a formulação das perguntas em geral. Os apontamentos de um psicanalista sobre um assunto tão em voga, pensamos, são de grande importância para uma maior compreensão das diversas dinâmicas envolvidas em um jogo que mistura, além da vontade de ‘sobreviver ao próprio jogo’, outros sentimentos os mais humanos da parte de todos os participantes. E, principalmente, na medida em que estes que jamais foram vistos uns pelos outros anteriormente, agora têm que conviver num só e único ambiente – em geral, uma casa – tendo como principio básico para tal convivência (acredita-se!), a tolerância e o respeito. Mas chega de “BBB”, digo, “Blá Blá Blá”, e vamos às perguntas. O psicanalista convidado para a entrevista é Luis Fernando S. de Souza Pinto, que trabalha em Ribeirão Preto. Luis Fernando* é formado em Ciências Biológicas com mestrado em Psicobiologia pela USP-RP e formação em psicanálise pelo Núcleo Távola.

(mais…)

DEPRESSÃO TÁ NA MODA

Os dias vão passando e você passa a perceber que não tem mais aquele ânimo que tinha antigamente. Isso é tristeza ou depressão? Isso é a rotinas da vida que faz com que tudo perca seu brilho inicial, e passa a incomodar pela sua mesmice? Enfim, quando somos arrebatados por essa sensação logo começamos a pensar em diversas razões para tentar explicar e entender tal condição. O fato é que quase nunca conseguimos explicação satisfatória. E aí então vamos ao médico.

Para o médico a depressão consiste em desarranjos da química em seu cérebro e isso precisa ser sanado com remédios (farmacoterapia). Muitos criticam os médicos por terem uma visão simplista das condições mentais de um indivíduo e de entupirem as pessoas de remédios, mas essa é a tarefa deles: tratar os pacientes com remédios e isso, bem ou mau, funciona. E é isso que esperamos dos médicos: que sejam rápidos e efetivos.

ABUSO SEXUAL INFANTIL, YOUTUBE E O FUNK

busca no Google pelo termo "menina 14 anos"

18 de maio é a data em que Araceli Cabrera Crespo, de nove anos incompletos, desapareceu da escola onde estudava para nunca mais ser vista com vida. A menina foi estupidamente martirizada. Araceli foi espancada, estuprada, drogada e morta numa orgia de drogas e sexo. Seu corpo, o rosto principalmente, foi desfigurado com ácido. Seis dias depois do massacre, o corpo foi encontrado num terreno baldio, próximo ao centro da cidade de Vitória, Espírito Santo. Seu martírio significou tanto que esta data se transformou no “Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”(www.censura.com.br).

COMO ENTENDER JAIR BOLSONARO?

 O conflito do homofóbico é que a homossexualidade deve ser eliminada do planeta porque a homossexualidade lhe é tentadora, convidativa e perturbante.

Jair Bolsonaro é um dos mais polêmicos deputados. Seja lá o que essa palavra “polêmico” signifique neste caso, creio que é melhor o rotularmos apenas disso visto a grande capacidade que esse senhor tem de promover discussões passadistas, irracionais e fantasiosas.


(mais…)